Wall Street retoma alta com redução de temores sobre guerra comercial

Como declarar reformas no Imposto de Renda 2018
26 de março de 2018
10 maneiras de pagar menos Imposto de Renda ou aumentar a restituição
27 de março de 2018
Exibir tudo

Wall Street retoma alta com redução de temores sobre guerra comercial

Índice Dow Jones subiu 2,84 por cento, a 24.203 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 2,715724 por cento, a 2.659 pontos

Nova York – Wall Street marcou seu melhor dia em dois anos e meio e o Dow Jones teve seu terceiro maior ganho de lucro nesta segunda-feira, com as preocupações de guerra comercial diminuindo com relatos de que Estados Unidos e China estão dispostos a renegociar tarifas e desequilíbrios comerciais.

O índice Dow Jones subiu 2,84 por cento, a 24.203 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 2,715724 por cento, a 2.659 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 3,26 por cento, a 7.221 pontos.

O rali, impulsionado pelas ações de tecnologia, veio na esteira do pior desempenho semanal dos índices desde janeiro de 2016, sendo que o S&P 500 compensou menos da metade da perda de quase 6 por cento da semana anterior.

“Nós vimos uma recuperação muito boa por causa de potenciais negociações com a China”, disse Dennis Dick, chefe de estrutura de mercados da Bright Trading LLC. “As pessoas estão se aproveitando da enorme queda da semana passada.”

“Não acho que estamos já estamos for a de período, há incerteza política”, acrescentou Dick.

A queda da semana passada foi alimentada em parte pelas tensões envolvendo a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de cobrar tarifas sobre 60 bilhões de dólares de importações chinesas, além das taxas já impostas a painéis solares, aço e alumínio.

Mas as tensões reduzidas acalmadas quando o primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, repetiu compromissos para manter as negociações comerciais e facilitar o acesso às empresas americanas.

O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steve Mnuchin, disse no domingo que acredita que Washington pode chegar a um acordo com a China sobre algumas questões, mas as tarifas não serão suspensas “a menos que tenhamos um acordo aceitável que o presidente assine”.

“É claramente uma flexibilização das tensões comerciais. Os comentários de Steve Mnuchin ontem à noite deram espaço para negociações com a China”, disse Oliver Pursche, estrategista-chefe de mercado da Bruderman Asset Management.

 

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.