Uber consolidará 2019 como ano dos IPOs de unicórnios

Como declarar INSS e previdência privada no Imposto de Renda 2019
14 de abril de 2019
Como declarar a venda de imóveis no Imposto de Renda 2019
15 de abril de 2019
Exibir tudo

Uber consolidará 2019 como ano dos IPOs de unicórnios

Nas últimas três semanas, 15 companhias levantaram mais de US$ 5,5 bilhões com IPOs nas bolsas americanas

(Bloomberg) — Diversas aberturas de capital agitaram os EUA nas últimas semanas, mas a próxima leva promete.

Muitas empresas correram para o mercado acionário desde que a comissão federal que supervisiona as ofertas iniciais de ações (IPOs) voltou a operar após a paralisação parcial do governo americano, que reprimiu essas atividades no início do ano.

Nas últimas três semanas, 15 companhias levantaram mais de US$ 5,5 bilhões com IPOs nas bolsas americanas, mais que o triplo do montante levantado por 22 empresas nas primeiras 11 semanas do ano, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

Essa quantia vai parecer ínfima no próximo mês, com a chegada às bolsas de startups de prestígio como Uber Technologies, Pinterest e Zoom Video Communications – empresas de capital fechado avaliadas em mais de US$ 1 bilhão, marca que as coloca na categoria de unicórnio.

A Uber, que pretende captar cerca de US$ 10 bilhões, pode entrar com a documentação para o IPO já nesta quinta-feira, segundo pessoas a par do assunto. Para potenciais investidores que se apegam aos mínimos detalhes, será a primeira chance de ler centenas de páginas de informações aprofundadas sobre os planos de negócio da gigante de mobilidade. Juntando os US$ 3 bilhões que empresas como Pinterest e Zoom planejam levantar nos próximos 30 dias, fica claro que vem aí um tsunami de IPOs em 2019.

Levis e TradeWeb

A Levi Strauss deu a largada nos IPOs de março com uma oferta de US$ 623 milhões. Logo em seguida, a Lyft, rival da Uber, levantou US$ 2,34 bilhões. A Tradeweb Markets ultrapassou a barreira de US$ 1 bilhão na abertura de capital realizada em 3 de abril, completando o trio de maiores listagens do mundo neste ano.

Nem todas as estreantes vão bem. As ações de Levi Strauss e Tradeweb são negociadas bem acima dos preços dos IPOs, mas a cotação da Lyft caiu ao longo dessas duas semanas como empresa de capital aberto. Na quarta-feira, os papéis fecharam em US$ 60,12, o menor preço em registro, após saírem por US$ 72 no IPO.

A Uber provavelmente chegará à bolsa em maio e talvez seja apenas mais uma em um grande movimento na direção do mercado acionário. Slack Technologies,Postmates, Palantir Technologies e Airbnb estudam aberturas de capital.

Na Europa, o mercado de IPOs andava parado, mas a situação está se revertendo. Três aberturas devem ser realizadas em abril, totalizando mais de US$ 5,7 bilhões. As ações da Network International Holdings dispararam em Londres na quarta-feira após a captação de 1,1 bilhão de libras esterlinas (US$ 1,4 bilhão) na maior listagem realizada na Europa neste ano. Outra operadora de pagamentos, a Nexi, pode captar até 2,2 bilhões de euros (US$ 2,5 bilhões) no IPO que deve sair nesta quinta-feira. A Stadler Rail espera levantar até US$ 1,4 bilhão nesta semana.

Em novembro, o Goldman Sachs Group estimou que até US$ 80 bilhões poderiam ser captados com IPOs somente nos EUA neste ano, o dobro da média anual desde 1999, mas essa previsão pode se mostrar baixa demais.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *