Sou PJ ou sócio de empresa. Como declaro o Imposto de Renda 2018?

Wall Street fecha em leve alta, ignorando preocupações sobre custo
25 de abril de 2018
Depois de forte alta na semana, dólar opera perto da estabilidade
26 de abril de 2018
Exibir tudo

Sou PJ ou sócio de empresa. Como declaro o Imposto de Renda 2018?

Nem todo PJ precisa declarar Imposto de Renda como pessoa física. Entenda quando você deve enviar a declaração e o passo a passo para preenchê-la

São Paulo – Se você recebeu rendimentos como Pessoa Jurídica (PJ) ou como sócio de uma empresa em 2017, pode ter que declarar o Imposto de Renda até a próxima segunda-feira (30). Para a Receita Federal, você é uma empresa e uma pessoa física e, assim, está sujeito a enviar a Declaração de Ajuste Anual.

As regras de obrigatoriedade são as mesmas para quem tem ou não CNPJ. Você só está obrigado a declarar IR se seus rendimentos tributáveis somaram 28.559,70 reais em 2017.

Também precisa enviar a declaração se recebeu rendimentos isentos acima de 40 mil reais no ano passado, entre outras obrigatoriedades. Veja quem está obrigado a declarar IR em 2018.

O contador da sua empresa deve preparar um informe de rendimentos para que você declare o seu Imposto de Renda como pessoa física.  Esse documento reúne todas as informações sobre a empresa que precisam ser preenchidas na declaração.

Na ficha  “Bens e Direitos”, você deve declarar o número de cotas que você possui na empresa e o valor do custo de aquisição dessas cotas.

Se a empresa for uma sociedade anônima (S.A.), use o código “31 – Ações”. Se a empresa for uma sociedade limitada (LTDA), use o código “32 – Cotas ou quinhão de capital”. Informe também o nome e o CNPJ da empresa.

O valor do custo de aquisição das cotas é a soma do que você contribuiu para formar o capital da empresa com o lucro que foi convertido em capital. Esses são os valores sobre os quais você já pagou imposto, que já integram o seu patrimônio.

“Se você vender as cotas da empresa no futuro, terá que pagar imposto somente sobre o que exceder o valor do custo de aquisição”, explica a advogada tributarista Ana Cláudia Utumi, do escritório Utumi Advogados.  

Rendimentos

A seguir, é preciso declarar os rendimentos que você obteve com a empresa em 2017.

Rendimentos recebidos como lucros e dividendos são isentos de Imposto de Renda. Para declará-los, preencha a ficha “4 – Rendimentos Isentos e Não Tributáveis”, sob o código “5 – Lucros e dividendos recebidos pelo titular e pelos dependentes”.

Para declarar rendimentos recebidos como pró-labore, preencha a ficha “3 – Rendimentos Tributáveis Recebidos de Pessoa Jurídica”. Clique em novo e adicione os “Dados da Fonte Pagadora”.

Para declarar juros sobre o capital próprio, preencha a ficha  “5 – Rendimentos tributados exclusivamente na fonte”. Use o código “10 – Juros sobre capital próprio”.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.