Índices de Wall St recuam com receios sobre reforma tributária

Petrobras faz captação para reduzir dívida bilionária
17 de novembro de 2017
Vale convoca assembleia de acionistas para 21 de dezembro
17 de novembro de 2017
Exibir tudo

Índices de Wall St recuam com receios sobre reforma tributária

Investidores esperam que a proposta de reforma tributária em debate no Congresso norte-americano vai impulsionar receitas das empresas

Nova York – Os principais índices acionários dos Estados Unidos terminaram a semana com uma nota amarga nesta sexta-feira, com investidores avaliando o destino do plano de reforma tributária dos republicanos.

Investidores esperam que a proposta de reforma tributária em debate no Congresso norte-americano vai impulsionar receitas das empresas e alimentar ainda mais um mercado acionário a caminho de novos recordes.

Congressistas republicanos deram passos importantes na quinta-feira em direção à maior reformulação do código tributário dos EUA desde os anos 1980.

A Câmara dos Deputados aprovou o amplo pacote de corte de impostos e o debate foi transferido para o Senado, onde a legislação já encontrou resistência entre os próprios republicanos.

Uma pesquisa da Reuters mostrou que quase dois terços de mais de 60 economistas disseram não estar confiantes de que a administração Trump conseguirá aprovar a legislação neste ano.

“Acho que há um medo de que eles não serão capazes de conseguir apoio suficiente para levar à mesa presidencial algo para assinatura este ano”, disse Jake Dollarhide, presidente da Longbow Asset Management em Tulsa, Oklahoma.

“A semana começou com muito otimismo pela reforma tributária e acho que estamos terminando a semana com uma pequena ressaca”, disse Dollarhide.

O Dow Jones Industrial Average caiu 100.12 pontos, ou 0,43 por cento, para 23.358,24 pontos, o S&P 500 perdeu 6,79 pontos, ou 0,26 por cento, a 2.578,85 pontos e o Nasdaq Composite caiu 10,50 pontos, ou 0,15 por cento, para6.782,79 pontos.

O S&P 500 acumula valorização de mais de 15 por cento este ano, apoiado por resultados de empresas e dados econômicos sólidos.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.