Avança saque do FGTS para empregado doméstico que pedir demissão

Bolsa ronda estabilidade de olho em ataque à Síria e em pesquisa eleitoral
16 de abril de 2018
Como declarar reembolso de curso pago pela empresa no Imposto de Renda?
16 de abril de 2018
Exibir tudo

Avança saque do FGTS para empregado doméstico que pedir demissão

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS), do Senado Federal, aprovou no último dia 11 de abril, projeto da senadora Rose de Freitas (ES) que permite o saque integral do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), em caso de pedido de demissão feita pelo trabalhador.  Se adotada, a medida será válida também para os empregados domésticos.

Saque do FGTS no pedido de demissão

Atualmente, o saque só ocorre se a demissão se dá por iniciativa do patrão. Como a proposta é terminativa, o site do Senado informa que a tramitação será rápida. O tema deverá seguir diretamente à análise da Câmara dos Deputados, caso não haja recurso para votação no Plenário do Senado.

A adoção de novas práticas quanto ao FGTS, presentes nos itens da Reforma Trabalhista, ampliou a possibilidade de o saque ser feito também por quem pede demissão. O projeto de lei leva o número PLS 392/2016.

Reforma trabalhista já prevê saque do FGTS

Relator do projeto, o senador Paulo Paim (RS) lembrou que o texto atual da CLT foi reformulado com a reforma. O novo texto já prevê o resgate de 80% do fundo em casos de demissão por acordo entre patrão e empregado.

Para Paim, a proposta de Rose é um passo a mais rumo à “correção de uma distorção histórica” na legislação do FGTS. Rose considera que o Fundo retido apresenta atualização monetária “insuficiente”. Hoje, parte desses recursos vai para projetos habitacionais financiados pelo governo.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.